Primeira-dama visita entidades de Santa Rita que trabalham com crianças e adolescentes

primeira dama - Primeira-dama visita entidades de Santa Rita que trabalham com crianças e adolescentes

 

A primeira-dama Ana Maria Sales Lins visitou, nessa quinta-feira (31), o Centro de Formação Educativo Comunitário (Cefec) e a Casa dos Sonhos. As duas instituições estão localizadas no município de Santa Rita e desenvolvem atividades com crianças, adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade, com apoio da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Humano (SEDH), por meio do Fundo de Combate e Erradicação da Pobreza no Estado da Paraíba (Funcep).

No Cefec, a primeira-dama foi recepcionada pela presidente da entidade, a irmã Antoniete de Francisco, que apresentou as salas onde são ministrados cursos de operador básico para jovens; iniciação à gastronomia; iniciação à marcenaria; iniciação à música; operador de caixa; corte e costura; e serigrafia.

A entidade oferece às crianças oficinas pedagógicas, recreação dirigida, aulas de dança, esporte, música e formação humana.

A instituição atende cerca de 550 alunos e recebe, anualmente, R$ 100 mil do Funcep. Os recursos, segundo a presidente do Cefec, são destinados, integralmente, para aquisição de alimentos.

“Essa alimentação é muito importante para nossos alunos porque muitos deles vivem em situação de extrema pobreza e nós procuramos garantir uma refeição reforçada que supra a necessidade alimentar deles. Nós só temos que agradecer por esta parceria, que é a única que temos para a alimentação”, ressaltou Antoniete de Francisco.

No local, a primeira-dama prestigiou a apresentação da Orquestra Filarmônica da entidade que executou as peças ‘O Sole Mio’, de Eduardo di Capua; ‘Carinhoso’, de Pixinguinha; e ‘Baião’, de Luiz Gonzaga.

Josilene Nascimento tem três filhos matriculados no Cefec e destacou a evolução deles após ingressarem na entidade. “O trabalho que o Cefec faz no bairro Marcos Moura com as crianças e adolescentes é incomparável. Meu filho mais velho já fez cursos de informática e de marcenaria e já é um passo para o mercado de trabalho. O Cefec só traz benefícios para eles e poder ver a evolução deles é um motivo de orgulho e satisfação para mim”, enalteceu.

Na Casa dos Sonhos, Ana Maria Sales Lins foi recebida pela presidente da organização, irmã Judith Gomes; e pela coordenadora pedagógica, irmã Estela Nunes. A instituição atende cerca de 120 crianças que têm acesso a atividades lúdicas, terapêuticas e de leitura.

A entidade também é beneficiada, anualmente, com R$ 154 mil do Funcep. A verba é utilizada para aquisição de materiais pedagógicos, remédios, fardamentos e alimentos.

“No último ano, as nossas crianças chegaram a ler 1.065 livros; isso nos orgulha muito e mostra que tudo é possível quando as oportunidades são oferecidas. Graças ao Funcep, 13 crianças com problemas neurológicos foram acompanhadas com atendimento profissional e 47 delas tiveram acesso às terapias integrativas”, relatou irmã Judith Gomes.

O percursionista Alberto Braga, que foi aluno da Casa dos Sonhos e hoje atua como voluntário, destacou que a profissão que exerce hoje é fruto do aprendizado na instituição. Ele ainda elogiou as ações da Secretaria de Desenvolvimento Humano para a consolidação das entidades na Paraíba.

“A Casa dos Sonhos me deu lições de cidadania e abriu meus horizontes, mostrando que eu era capaz de realizar meus objetivos e o Funcep nos ajuda muito a adquirir os materiais necessários para o atendimento e desenvolver um trabalho muito mais eficaz”, declarou.

A primeira-dama reforçou o compromisso do Estado de fortalecer as instituições que prestam atendimentos essenciais para o desenvolvimento de crianças e adolescentes. “Nós estamos presenciando a importância desses projetos na vida de quem mais precisa e eles estão fazendo a diferença no nosso estado. Por isso que o nosso objetivo é dar continuidade a essas políticas públicas”, assegurou.

As visitas da primeira-dama foram acompanhadas pela gerente executiva da Proteção Social Especial SEDH, Madalena Dias; e pela gerente de Proteção Especial de Média Complexidade da SEDH, Amanda Duarte.

 

Fonte: Secom/PB

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: