Para Maranhão, a economia dá sinais de recuperação e tende a entrar nos trilhos a partir de 2020, com empregos, inflação controlada, menos juros e aumento da produção

para maranhao a economia brasileira da sinais de recuperacao e tende a entrar nos trilhos a partir de 2020 com mais empregos inflacao controlada menos juros e aumento da producao - Para Maranhão, a economia dá sinais de recuperação e tende a entrar nos trilhos a partir de 2020, com empregos, inflação controlada, menos juros e aumento da produção

João Pessoa- Com a reforma da previdência em vigor, a tendência é que o Brasil entre nos trilhos novamente, a partir de 2020. É o que pensa o senador José Maranhão, presidente estadual do MDB. Segundo ele, o Brasil também tende a reduzir o número de desempregados- hoje calculado em mais de 12 milhões de trabalhadores.

728x90 1 - Para Maranhão, a economia dá sinais de recuperação e tende a entrar nos trilhos a partir de 2020, com empregos, inflação controlada, menos juros e aumento da produção

Esta sensação de retomada do crescimento, no entendimento do senador paraibano, começa a ser sentida já neste fim de ano, a partir das contratações temporárias de mão de obra. “Se há contratações, há vagas; Se existem vagas, existe produção.  Se tem produção, tem consumo”, pensa Maranhão, frisando que os brasileiros terão um natal mais próspero e devem iniciar o ano de 2020 com uma crise menos acentuada.

Para ele, o pior da crise já passou e o governo está fazendo de tudo para retomar a normalidade na economia do país. Conforme  o senador emedebista, o Brasil caminha bem no agronegócio, com recordes nas safras de milho e soja, bem como na produção de carne bovina, suína e de frango, está retomando o crescimento nos setores da construção civil e imobiliário, assim como na produção de veículos, que tem crescido mensalmente.

Maranhão acha que o Brasil está no caminho certo e que vai retomar o crescimento do PIB (Produto Interno Bruto). Todo o cenário positivo, de acordo com Maranhão, se deve às quedas nas taxas de juros e aos esforços do Governo para recuperar a economia, em crise desde 2014. A Selic (taxa básica de juros da economia brasileira), hoje, está em 5% ao ano. É a menor taxa desde que a moeda brasileira (o Real) foi criada no governo de Itamar Franco, em 1994.

 

Fonte: Assessoria

Foto: Agência Senado

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: