Homenagem ao padre Alfredo Barbosa, exemplo de deficiência mutiladora versus eficiência evangelizadora

 

 Sebastião Aires de Queiroz *

 

Consciente da missão

para a qual foi consagrado,

de pregação do evangelho

por Jesus anunciado,

desenvolveu Padre Alfredo

dinâmico apostolado,

alheio á deficiência

de seu corpo mutilado.

 

Embora imobilizado,

nunca ficou instalado,

desafiou sua doença,

não ficou acomodado.

Na fé, fez-se grato a Deus.

por haver-lhe assim, podado,

sublimando no espírito

o físico vitimado.

 

Fez da cadeira de rodas,

púlpito e confessionário —

ali rezou o seu terço,

 recitou breviário,

E contemplou o Santíssimo,

no recôndito do sacrário,

celebrando a eucaristia

em seu ritual diário.

 

Muitas vezes, nós cristãos,

pecadores indolentes,

sentindo ótima saúde,

em nossos corpos e mentes,

somos tíbios, pusilânimes,

omissos e negligentes,

dos compromissos cristãos

não vivemos conscientes

 

Padre Alfredo foi exemplo,

paradigma edificante,

de cristão fiel, autêntico,

e apóstolo itinerante,

que de Deus mostra o caminho,

em atividade incessante,

superando seus limites

na graça santificante.

 

Do seu corpo, o “Campo Santo”,

É sua última morada,

onde seu  povo o venera,

com a alma consternada

pela saudade da perda

que não será reparada.

Mas, sua alma está no céu,

Por Deus foi santificada.

.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *