Cristiane marca três gols e Brasil goleia na estreia da Copa; Primeira vítima foi a Jamaica e o Brasil lidera o grupo C pelo saldo de gols

cristiane marca tres gols e brasil goleia na estreia da copa primeira vitima foi a jamaica e o brasil lidera o grupo c pelo saldo de gols - Cristiane marca três gols e Brasil goleia na estreia da Copa; Primeira vítima foi a Jamaica e o Brasil lidera o grupo C pelo saldo de gols

Acabou o jejum. Depois de nove derrotas consecutivas, a Seleção Brasileira voltou a ganhar um jogo. E a quebra do tabu veio em boa hora: neste domingo (9) o Brasil enfrentou a Jamaica em sua estreia pela Copa do Mundo feminina de futebol, disputada na França.

A vitória por 3×0 em Grenoble foi construída graças a três gols de Cristiane. No primeiro tempo, uma cabeçada com classe; no segundo, um gol de carrinho e um de falta, com categoria.

Em processo de recuperação, Marta foi poupada e só assistiu à partida no banco de reservas. O resultado coloca a canarinho na liderança do Grupo C, com os mesmos três pontos da Itália, mas à frente pelo saldo de gols (3 a 1).

O jogo
A partida seria histórica de qualquer maneira. Ao entrar em campo, Formiga ampliou seu recorde e se tornou a única atleta a disputar sete edições de Copa do Mundo. Desde 1995, a camisa 8 defende a Seleção Brasileira no torneio. Vale ressaltar que o recorde da volante vale para homens e mulheres. Faltava, portanto, uma atuação à altura do feito.

A preocupação sobre o resultado tinha fundamento: o Brasil já vinha de uma série de nove derrotas, algo sem precedente na história da Seleção. Mas apesar de enfrentar uma adversária mais fraca, em campo o time do técnico Vadão fez o que precisava e se comportou bem em campo. Destaque para as atuações de Thaisa e Tamires: enquanto a volante oferecia toda a segurança necessária, a camisa 6 se lançou para o ataque e jogou quase como uma ponta.

Quem aproveitou o apoio de Tamires foi Andressa Alves. O suporte da lateral deu espaço para a camisa 7 jogar mais livre. Numa oportunidade dessas, a craque

do Barcelona fez um cruzamento perfeito para Cristiane retribuir com a mesma categoria: uma cabeçada perfeita para abrir o placar.

Àquela altura, o Brasil já tinha perdido uma chance claríssima de gol com Debinha, que saiu de cara com a goleira Sydney Schneider, mas errou na hora de tentar o drible e perdeu o lance.

A goleira jamaicana foi o grande nome da primeira etapa. Aos 38 minutos Allyson Swaby colocou a mão na bola. E dentro da área é pênalti. Andressa Alves foi para a bola e cobrou mal, quem aproveitou foi Schneider, que apesar de ter caído bem antes da cobrança, conseguiu pegar a penalidade. Do outro lado, as Reggae Girlz também ameaçaram. A melhor chance foi quando Kadhija Shaw recebeu na direita e chutou no ângulo para defesaça de Bárbara.

 

Texto: Correio da Bahia

Foto: CBF

 

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: