Bolsonaro reafirma que não há fome no Brasil e cita a Bíblia

bolsonaro reafirma que nao ha fome no brasil e cita a biblia - Bolsonaro reafirma que não há fome no Brasil e cita a Bíblia

Em mais uma declaração polêmica, Jair Bolsonaro voltou a dizer que não existe fome no Brasil. Prefaciando com o versículo João 8:32 da Bíblia – “Conhecereis a verdade e a verdade vos libertará” -, o chefe do Planalto cita dados do Bolsa Família, BPC e Aposentadoria Rural que, segundo ele, somados geram “R$ 200 bilhões que vão para o bolso dos mais pobres”.

O presidente precisa saber que, o que os brasileiros que ganham um pouco mais dão de esmolas todos os dias aos irmão que vivem na miséria, deve se , deste valor. Será que ele acha que as pessoas saem às ruas para pedir esmola porque acham bonito? Ora presidente, se pedir esmolas é humilhante, ouvir um não é mais ainda. Diariamente milhares (ou milhões) de crianças, adolescentes, adultos e velhos saem às ruas para pedir porque não tem outra alternativa.

O que Bolsonaro precisa é dar uma volta, a partir das 23h, nas ruas de um grande cidade para ele se dar conta da miséria que existe neste País. Não precisa nem ser na maior cidade- São Paulo. Basta uma cidade média como João Pessoa. Aí, sim, ele verá que tem gente- e muita- passando fome e dormindo nas calçadas, na companhia de baratas e ratos.

Ele precisa sair do conforto e do luxo do Palácio do Planalto e dar uma volta na zona rural da Paraíba, de Alagoas e do Piauí, em lugares onde não existe, sequer, água para as pessoas matarem a sede.

Mas por quê ele sairia da sua zona de conforto para constatar a miséria que diz não existir, se o filho embaixador na terra do Tim Sam (como diria Jackson do Pandeiro) sabe fritar hambúrguer e já foi à Disney, que milhões de brasileiros, sequer, sabem onde fica?

O presidente citou o evangelista São João, capítulo 8, versículo 32. Deveria ler também o evangelista São Mateus, no capítulo 18, versículo 6 . “Qualquer que fizer tropeçar um destes pequeninos que creem em mim, melhor lhe fora que se lhe pendurasse ao pescoço uma pedra de moinho, e se submergisse na profundeza do mar”.

 

Adelson Barbosa

Com o Portal 247

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: