Notícias da Paraíba, Brasil e do Mundo Sobre Política, Esportes, Saúde, Entretenimento, Religião, Ecoônomia, Dinheiro!

João Pessoa 23 de agosto de 2017   05:03

Jogo da baleia azul: operação da PF vistoria apartamento de luxo na orla do Cabo Branco, em JP; moradora está na lista da quadrilha

Postado em: 18 jul 2017  | 11:59:18

A Polícia Civil deflagrou, na madrugada desta terça-feira (18), na Paraíba e mais oito estados, uma operação no intuito de combater a disseminação do ‘jogo’ Baleia Azul, que induz adolescentes a cumprirem uma série de desafios perigosos, envolvendo desde automutilação a suicídio.

Na capital paraibana, um apartamento situado em prédio de luxo na Orla do Cabo Branco foi vistoriado pela polícia. A moradora está na lista de pessoas apontadas como membros da quadrilha e procuradas em todo o país. O mandado de busca e apreensão cumprido em João Pessoa foi expedido pela Justiça do Rio de Janeiro.

De acordo com o delegado Allan Murilo Terruel, do Grupo de Operações Especiais (GOE), a mulher alvo da operação em João Pessoa seria responsável por passar os desafios para adolescentes. Além disso, há indícios de que ela também ameaçava àqueles que decidiam desistir do jogo. Ainda conforme o delegado, a suspeita é servidora aposentada da Justiça Federal.

Uma equipe da Gerência de Tecnologia da Informação (GTI) também foi ao apartamento. Os profissionais devem ajudar na análise de computadores, celulares, memory cards e demais aparelhos eletrônicos que foram apreendidos. O intuito é resgatar conversas e provar a ligação da investigada com as práticas criminosas.

Após o cumprimento do mandado judicial, a investigada foi, em seu carro particular, até uma delegacia para prestar esclarecimentos.

Mais ações

A operação ainda cumpre mandados no Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Amazonas, Pará e Sergipe. Mandados judiciais estão sendo cumpridos em 20 cidades ao todo, segundo noticiou a Record TV. Até a publicação desta matéria, um jovem de 23 anos tinha sido preso em uma favela no Rio. Ele confessou ser um dos “curadores” do jogo.

 

 

 

F0nte: Portal Correio